domingo, 11 de janeiro de 2009

disco velho

LADO A























Ah ! o macho....
Uma beleza !
Exposto e grosseiramente
reto, quieto,
o macho floreia sim.
[acho] não o vejo.
Olhai por mim.

LADO B

Por pouco
me encandeio,me arrepio.
Um carinho, um elogio.
Viro aranha, abelha
rainha.
Devoro da viga ao talo
e não sobra nada.
Me calo
como se consentisse

(o abandono da casa)

do emoldurado vão,
quero o finco dos pés
e quero asa!
Eis a fêmea-criação.


















eis a fêmea-criação.

3 comentários:

senhorita feliciana disse...

lado a e lado b
e lado c=imagens no papel
tão perfeito
e tão lindo
orgulho!

adrianna coelho disse...


e hoje que tudo cabe do mesmo lado
o que fica de lado?

mas gostei do lado a e do b
(um em cima e outro embaixo) rs
e da colagem!

Sabrina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.